domingo, 7 de agosto de 2011

Uma voz me encoraja a prosseguir.



Quando nós menos esperamos descobrimos que tudo na vida realmente passa. Basta você fechar os olhos para dormir, e o dia já amanhece de outra forma. Aquela atitude que você nunca teve, aparece com um impulso muito forte e uma dor talvez inevitável.
Venho pensando em mim, na minha evolução. Por muito tempo pensei que seria escrava dos meus sentimentos, e hoje descobrir que posso mudar o rumo das coisas. Afinal, a esperança é a última que morre.
Todos os dias de nossa vida vamos perder um ''quase amor''. Mas temos que deixar algumas pessoas irem embora para outras aparecerem. Algumas melhores, e outras não.
O mundo é cruel e temos que nos acostumar com isso. Nossa dor não é pior que a dor de ninguém, elas só estão com focos distintos e em corações distintos.
Mas acordei com o coração apertado...
Não que esse aperto seja ruim; não. Desta vez é um aperto bom. Aquela pressão interna evolutiva, que nos faz olhar para o passado e não se arrepender de absolutamente NADA.
Estou ficando de bem com a vida, estou ficando com uma energia positiva, estou criando oportunidades. Continuo com meus medos, minhas dúvidas... Mas desta vez, nenhuma delas estão se sobressaindo em mim.


0 Comentários:

Postar um comentário

Liberte-se deixando fluir da mente e do coração...
Palavras que me acalmam.