sexta-feira, 26 de agosto de 2011

É repetitivo, falar sobre sentimento ...




 Sobre essa pulsação dilacerada que algum infeliz denominou de amor. Mas é que ele continua, continua aqui. Sem sofrimento, sem tristeza, sem solidão. Só como amor, puro e simples amor, incomodo as vezes, tão intimo de mim como eu mesma, tão longe de mim como você. Por isso, eu compreendo que ninguém compreenda, porque nem eu mesma entendo essa história que caminha em linhas tortas, curvas gigantes, rombos profundos, imensos… Inconstante. E quando falam “isso vai passar”, me assusta… Talvez eu não queira que isso passe. Feliz é quem encontra em si mesmo o motivo pra rir do outro, feliz é quem encontra no outro um motivo pra continuar. Você me faz feliz.

0 Comentários:

Postar um comentário

Liberte-se deixando fluir da mente e do coração...
Palavras que me acalmam.