sexta-feira, 22 de julho de 2011

Pág 114.




Tudo era tão frágil, esse era o problema. Nenhuma novidade, claro, mas de modo geral o que fazemos é bloquear a verdade: nos recusamos a admitir que nossas vidas podem ser destruídas tão facilmente, de outro modo, entraríamos em parafuso. Todas aquelas pessoas que vivem com medo e precisam de remédios...Elas são assim porque têm consciência das coisas, da linha tênue que que separa do desastre. Não é que não aceitem a verdade: simplesmente não conseguem bloqueá-la.

0 Comentários:

Postar um comentário

Liberte-se deixando fluir da mente e do coração...
Palavras que me acalmam.