domingo, 2 de janeiro de 2011

~ me fez tanto bem !


'' O que primeira neve da estação tinha de tão especial ? O que a tornara tão fascinante ? Seria a possibilidade de ver algo ainda puro, ainda intocado ? Capturar a graça efêmera de uma nova estação, um adorável começo, antes que tudo aquilo fosse pisoteado e estragado ?''
           ( A cidade do Sol- Klaled Hosseni/ Cap. 13 , pág 80)  




   Eu estava lendo esse livro esses dias e acabei detestando a historia no começo, confesso. Mas quando continuei lendo, eu subitamente me apaixonei. Eu nunca fui de chorar com livros, mas com este não tinha como segurar a angústia que tanto guardo. É a coisa mais linda que já li na minha vida, sem dúvidas !
  
 Síntese 


A cidade do sol conta a história de Mariam e Laila. Mariam tem 33 anos e viveu metade de sua vida num casebre isolado, distraindo-se com as flores, os mosquitos e as pedras de um riacho. Quando ela tinha quinze anos, sua mãe morreu e Jalil, o homem que deveria ser seu pai, a deu em casamento a Rashid, um sapateiro de 45 anos. Na grande cidade, Mariam cumprirá seu destino de mulher: servir ao marido e dar-lhe muitos filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos.

Laila tem 14 anos. É filha de um professor que sempre lhe diz: “Você pode ser tudo o que quiser.” Sua mãe preocupa-se com os filhos que partiram para lutar contra os soviéticos, e esquece que a menina precisa tanto de sua atenção como os rapazes de suas preces. Laila vai à escola todos os dias, é inteligente, sonha com países distantes e com seu amigo, Tariq. Sempre soube que a vida era muito maior do que casar e ter filhos. Mas as pessoas não controlam seus destinos.

Confrontadas pela turbulência da história de um país, o que parecia impossível acontece: Mariam e Laila se encontram e estão absolutamente sós, com suas expectativas sobre a vida viradas de cabeça para baixo. A partir desse momento, embora o acaso — e também o ódio e a insensatez — continue a decidir seus passos, outra história começa a ser contada. Aquela que apaga as fronteiras entre países, entre idéias, entre Ocidente e Oriente, entre o justo e o injusto, amor e ódio, bem e mal, entre homens e mulheres. 





VALE A PENA LER , RELER, AAAAAAAAAAAIN, É LINDO *-*

0 Comentários:

Postar um comentário

Liberte-se deixando fluir da mente e do coração...
Palavras que me acalmam.