domingo, 5 de dezembro de 2010


Se não foi a intenção, porque aconteceu? É, a vida não é o que esperamos. Nos meus sonhos seriamos eu e você, pra sempre, chegaríamos na terceira idade com o mesmo amor que tínhamos hoje, a mesma paixão. As horas, os dias, os meses e os anos se passaram, e eu não cresci com eles, não esqueci com eles e muito menos deixei de te amar com eles, e nunca vou deixar. Eu não mudei, eu sou a mesma, só que mais triste, mais sozinha. Eu não entendo, se você me ama porque me pedir pra esquecer? Porque me fazer sofrer? Porque me pedir coisas impossíveis como: ‘‘esqueça da minha existência’’? Eu nunca, nunca, nunca vou te esquecer, você é vivo em mim, nos meus pensamentos, nas minhas ações, na minha vida. Nosso mundo é o mesmo, nossa vida é diferente. Você é diferente como todos são, como sempre serão. Minha realidade sem você é difícil, é estranha, é simplesmente horrível, e sim, meus pesadelos são a minha realidade. Eu não vou te desculpar agora porque eu já desculpei, desde o momento em que tudo começou. Te desculpei por fazer eu me apaixonar, por deixar eu te amar e por dizer que era para sempre. O adeus é inevitável, mas não quer dizer que o queremos, quer dizer que precisamos dele e eu aceito que realmente precisávamos desse adeus. Eu nunca, deixei de te amar, desde o primeiro momento que te vi soube que seríamos felizes, juntos. Separados somos infelizes, porque eu sinto nas suas palavras a sua infelicidade, eu sinto a sua saudade, eu sinto a sua dor. Por favor, cuide bem do meu coração, porque ele está em suas mãos, e depende de você a sobrevivência dele. 


E o que eu aprendi com tudo isso? Aprendi a sofrer em silêncio.

0 Comentários:

Postar um comentário

Liberte-se deixando fluir da mente e do coração...
Palavras que me acalmam.